Entrevista para Daily Telegraph

By  |  Comments

Nossa querida e amada Avril Lavigne concedeu nessa manhã uma nova entrevista para o site Daily Telegraph. A cantora falou sobre seu novo single Head Above Water, seu relacionamento com o ex-marido e como é viver com a doença de Lyme.

Leia a entrevista traduzida pela Equipe ALBR:

– Você saiu dos holofotes nos últimos anos – e recentemente revelou que estava realmente de cama com a doença de Lyme. Você sabe como você contraiu a doença?
Avril: Definitivamente eu estava fazendo muitos passeios de quatro rodas e caminhadas. Todas essas coisas na floresta.

– Como foi ser forçada a desacelerar?
Avril: Eu percebi de uma maneira que ter uma folga era uma coisa boa. Eu nunca tinha tido uma quando comecei como adolescente [Lavigne agora tem 34 anos], sempre indo do estúdio para a turnê. De turnê a turnê.

– Sua saúde é algo que você tem que ser vigilante agora?
Avril: Eu terei que ser. Houve um tempo em que minha saúde foi totalmente tirada de mim, mas agora para estar de volta – para fazer um disco inteiro e gravar vídeos de música e fazer sessões de fotos e começar a me apresentar de novo – isso me deixa muito feliz.
Eu não posso acreditar o quanto eu senti falta disso. É quem eu sou. Quando desci, pensei: “Bem, acho que não vou mais trabalhar, acabou”.
E quando eu estava na cama me recuperando, sem sequer pensar em fazer um album, comecei a escrever músicas, naturalmente. Isso foi legal para mim, porque eu disse pra mim mesma que não importa o que, a música está em mim. Não é forçado, está apenas lá e é uma parte de quem eu sou.

– Seu primeiro single de retorno, “Head Above Water”, é uma balada que requer uma voz poderosa. Você ficou surpresa que a sua voz não ficou afetada por estar doente?
Avril: Eu estava realmente preocupada que quando eu voltasse e começasse a cantar, eu teria que me fortalecer e cantar por um tempo para voltar minha voz para onde ela estava. Mas acho que essa redefinição funcionou para mim emocionalmente, fisicamente e espiritualmente.
Passar por algo tão duro assim redefini muito. Me sinto muito orgulhosa – vitoriosa por ter passado por isso e agora estou aqui. Estou muito feliz por minha primeira música ser sobre essa experiência. Porque como não poderia ser?

– Foi difícil passar pela sessão de gravação?
Avril: Eu lembro que havia um ponto em que [O ex-marido e líder do Nickelback] Chad Kroeger estava gravando meus vocais e ele teve que me puxar para o lado porque eu ia chorar. Sempre que você chora no estúdio, nunca é uma coisa boa para as cordas vocais; eles apertam e podem mudar completamente o tom.
Ele estava tipo: “Não, não, não, não chore!” Me afastei do microfone, fui ao banheiro, me sentei no chão e limpei a cabeça. Pode ser por isso que você pode sentir a emoção na música.

– Foi importante ter alguém como um ex-marido, que conhece você tão bem naquela sala?
Avril: Chad e eu somos muito bons amigos. Nós permanecemos próximos e ele me apóia até hoje. Então foi muito especial tê-lo lá e me ajudar.

– Você lançará um novo álbum no próximo ano. Você também visitará a Austrália?
Avril: Eu amo a Austrália; vocês sempre foram super solidários. Eu me lembro de surfar lá na praia de Manly [em 2011]. Eu não posso acreditar que fiz isso. Isso me lembra do Canadá [sua terra natal] como as pessoas são tão geladas e relaxadas, e eu fiz amigos lá.

– Alguns anos fora dos holofotes podem ser arriscados. Você ficou aliviada por seus defensores ainda estarem lá?
Avril: Sim. Fiquei impressionada com a força da minha base de fãs, mesmo depois de uma grande pausa como essa. Eles estão muito presentes, eu posso vê-los online. Eles têm voz e fazem barulho. Foi muito bom se reconectar com eles.

O novo single de Avril Lavigne “Head Above Water” saiu agora.

Até o momento, o novo álbum de Avril Lavigne, intitulado “Head Above Water” está previsto para ser lançado em Fevereiro de 2019 e três novas músicas foram registradas: “Bigger Now”, “Souvenir” e “Insane”.

FONTE

LEIA TAMBÉM:


Acompanhe o ALBR nas redes sociais e fique por dentro das principais notícias da loirinha em primeira mão!

Siga-nos!

 

 

Graduado em Análise e desenvolvimento de sistemas, trabalha como suporte técnico em TI na área da saúde. Amante de música eletrônica, é frequentador de baladas, barzinhos e casa de amigos, também é apaixonado pela música e estilo de Avril Lavigne desde 2002.