Notícias

MÍDIA COMENTA O NOVO ÁLBUM

O site Music-mix.ew.com fez sua crítica ao novo álbum auto intitulado de Avril Lavigne. Além de comentar sobre o dueto Let Me Go, com Chad Kroeger ter soado estranho por ser uma balada de rompimento, o site ainda diz:

Avril baseia-se principalmente em seu novo marido, vocalista do Nickelback Chad Kroeger, e dois outros que participaram de bandas, Martin Johnson e David Hodges.

O compromisso da Avril para o ponto de vista adolescente, finalmente, produz o seguinte: “You Ain’t Seen Nothing Yet” (Você Ainda Não Viu Nada)  e “Give You What You Like”, uma balada sensual.

O Pop goes the charts destaca:

Aí vem o 5º álbum dela, auto-intitulado, que mantém fielmente sua imagem de rainha adolescente, mas também mostra algum crescimento necessário e variedade de gostos musicais.

Comenta ainda que a faixa “17” teria tido um melhor desempenho nas rádios, mas houve grande erro por parte da Epic. E após falar sobre outras faixas do álbum, como “Give You What You Like” e “Bad Girl”, o site diz que as faixas podem ser facilmente comparadas as de Alanis Morissette. Por fim, comenta que a maturidade de Avril pode ser perdida considerando seus dois primeiros singles, mas ainda assim é “Um dos álbuns mais fortes até o momento”.

A MTV falou da colaboração com Marilyn Manson, em “Bad Girl”, lembrou da declaração de Avril quando disse que “é uma das músicas mais pesadas, mais escuras sobre este álbum.” O site ainda diz:

Esteja avisado: ela pode já ter cantado sobre não querer crescer, mas Lavigne está adulta nesta canção.