DADOS PESSOAIS
Nome Completo: Avril Ramona Lavigne
Nascimento: 27 de Setembro, 1984
Signo: Libra
Cor dos cabelos: loiro
Cor dos olhos: verde-azulado
Descendência: Francesa-Canadense
Altura: 5'3", em metros 1,60 alt.
Local Nascimento: Napanee, Ontario, Canadá
Afiliação: Judy Lavigne (mãe) ; John Lavigne (pai)
Irmãos: Matt (2 anos mais velho que ela) e uma irmã chamada Michelle  (3 anos mais nova que ela)
Lojas favoritas: Tillys, Pacsun, Hot Topic, ou qualquer loja de skatista
Comida: Avril não come carne vermelha e ama massas
Piercings: têm um no umbigo
Tatuagens: uma estrela (a mesma que aparece no clipe "Sk8er Boi") no pulso esquerdo
Hobbies: escrever músicas, andar de skate, cantar
Música: Sum 41, Alanis Morissette, Goo Goo Dolls, D4, System of a down, Blink 182, Green Day,  Matchbox 20
Animais: 1 cachorro schnauzer miniatura chamado Sam
Se não fosse cantora, seria: um oficial da polícia
Ator Favorito: Tobey Maguire
Atriz Favorita: Sandra Bullock
Cores Favoritas: vermelho e preto



A HISTÓRIA EM DETALHES

Avril Ramona Lavigne nasceu numa quarta-feira, dia 27 de setembro de 1984, na cidade de Napanee, Ontário, no Canadá.
Desde pequena, Avril já lidava com música, cantando em festas, festivais e em corais de igrejas. Mas não tinha uma visão muito ampla da cena musical, já que vinha de uma família bem conservadora, e seus pais, Judy e John Lavigne, viviam empurrando cds da Faith Hill e Martina McBride para a garota ouvir.
Seu primeiro empresário, Cliff Fabri, notou um "algo a mais" em Avril quando ela tinha 14 anos, e estava cantando numa livraria: "Quando eu a vi pela primeira vez, eu gostei da voz dela, e claro, da aparência também. Mas foi a atitude! Atitude!".
Um pouco mais tarde, ela teve seu primeiro "momento de fama" quando ganhou um concurso de uma rádio local para cantar no palco com Shania Twain em frente a um público de 20.000 pessoas. Medo do palco? Não mesmo! Depois disso Avril soube exatamente o que queria fazer para o resto da vida: estar no palco, com uma banda e cantar suas próprias composições.
Depois disso chegou a fazer uma participação no CD country/gospel "Quinte Spirit", de Stephen Medd.

Aos 16 anos, foi para Nova York se concentrar na música e correr atrás dos seus objetivos, porque obviamente ficar numa cidade com menos de 5 mil habitantes provavelmente não faria sua carreira. Cliff então conseguiu uma audição para Avril com Ken Krongard, um dos diretores da Arista naquela época, que então convenceu seu chefe, LA Reid a dar uma olhada na cantora, num studio em Manhattan.
LA Reid ficou impressionado com sua voz numa apresentação de 15 minutos, com violão e baladas bem country, e então encaminhou um contrato naquele mesmo momento. Avril ficou muito feliz, mas não tinha idéia de que aquele tipo de coisa não acontecia freqüentemente, e muito menos sabia quem era LA Reid.
Com o contrato na mão, Avril se viu deixando Napanee e sua família, rumo ao sucesso que chegaria em breve.
Ainda em Nova York, Avril começou a trabalhar com alguns compositores indicados por Reid. Durante seis meses de tentativas, nenhum resultado - Avril tinha descoberto sua paixão pelo rock, e queria fazer algo nessa linha. Chegou até a ser cogitado que ela deveria gravar músicas compostas por outras pessoas, mas não teve jeito. Para Avril essa possibilidade foi totalmente descartada. Ou ela faria algo por si mesma, ou preferia não fazer.
Então mudou-se para Los Angeles, onde começou a trabalhar com Clif Magness e o grupo de compositores conhecidos como The Matrix. Eles tinham a informação de que a cantora seguiria um estilo Faith Hill, Shania Twain, mas ela não parecia estar muito entusiasmada com isso. "Então nós perguntamos, o que você quer fazer?" diz Lauren Christy do The Matrix, "e ela respondeu: Eu tenho 16 anos, eu quero rock!". Foi nessa época que ela descobriu bandas como Blink 182 e Sum 41, e começou a deixar de lado os cds country que seus pais sempre empurraram para cima dela.
Naquela mesma tarde, Avril compôs Complicated e não parou mais.

Quando o trabalho estava pronto e chegou às mãos de LA Reid, ele ficou muito surpreso: "Eu fiquei bem surpreso quando vi que rumo o trabalho tinha tomado, eu achei que seria um pouco mais... folk", admite.
Fabri, seu empresário até então, foi trocado por Terry McBride, da Nettwerk Firm.
"Let Go"- seu álbum de estréia (que era pra ser chamado de "Anything But Ordinary", porém por própria insistência da cantora, foi mudado) chegou às prateleiras no dia 2 Junho de 2002. Alguns dias depois seu primeiro clipe, "Complicated", já estava nas paradas da MTV.
O single atingiu o TOP 40 de imediato e não parou mais. Deslanchou para o TOP 10 e ficou em primeiro por 5 semanas seguidas.

Participou de sua primeira performance em uma premiação - o Much Music Video Awards 2002, com a performance ao vivo de "Complicated", e "Let Go", recebe seu primeiro disco de platina.
Em Agosto do mesmo ano, fez a performance de "Complicated" e "Sk8er Boi" no telhado do studio onde o MTV Video Music Awards 2002 foi apresentado. Já não bastassea performance, Lavigne levou pra casa o astronauta de prata do prêmio de "Artista Revelação".
"Let Go" recebe o disco de platina duplo. E "Complicated" atinge o topo da parada da Billboard.

Um mês mais tarde, outro disco de platina, agora o triplo.
E o anúncio de que Mark Spicoluck, ou "London", baixista, iria deixar a banda de Lavigne para voltar a sua antiga, banda de punk rock, "Closet Monster". Charles Moniz, também canadense, entrou no seu lugar. Sua primeira performance com o novo baixista, aconteceu em Outubro, num programa de TV.
Seu segundo single, "Sk8er Boi", atinge o TOP 10 em Outubro. E Avril é capa de várias revistas, incluindo a consagrada "Rolling Stone", numa edição especial "Women in rock", dividindo a capa com várias musas do pop e do rock, incluindo Alanis Morissette.
Avril ganha outro VMA, agora a versão Latina, como "Artista Revelação". Fez sua performance na premiação e até arriscou espanhol.
Avril Lavigne fechou seu ano de estréia muito bem: seu clipe "Complicated" fica em quarto lugar na na lista dos melhores vídeos do ano do site Launch, "Let Go" atinge a marca de 8 milhões de cópias vendidas no mundo todo e recebe outro disco de platina. Só no Brasil supera a marca de 900 mil cópias.
E para terminar, a performance de "Sk8er Boi" e "Complicated" na abertura do Billboard Awards 2002.
2002 foi um ano bem cheio, e ela só estava começando...

Em 2003, no primeiro mês, Avril já começou ganhando: levou 3 prêmios para casa, do MTV Asia Awards, nas categorias: "Artista Feminino", "Artista Revelação" e "Estilo". "Let Go" é o terceiro disco mais vendido nos Estados Unidos.
A tão aguardada turnê "Try To Shut Me Up" foi finalmente anunciada e as apresentações deram lugar a shows com telão, palco bem maior do que os anteriores, e, uma platéia só para ela.
Lavigne recebe 5 indicações no Grammy Awards: "Melhor Artista Revelação", "Música do Ano", "Artista Vocal Feminino", "Melhor Performance Vocal Rock Feminino", "Melhor Álbum Vocal pop", porém, infelizmente, não levou nada para casa dessa vez.
Surge então um vírus, chamado "Lirva" (Avril ao contrário), que prometia distribuir fotos da cantora, como sendo de uma fonte oficial, que acabou infectando milhões de computadores no mundo todo.
 
m fevereiro, seu terceiro single "I'm With You" é número um em três paradas da Billboard simultaneamente: "Mainstream Top 40", "Adult Top 40" e "Modern AC".
"Let Go" recebe seu 5° disco de platina, com cinco milhões de cópias só nos EUA.
Avril foi então, homenageada, com um cd tributo, chamado "A Tribute To Avril".
Em Março, Avril estampou mais uma vez a capa da importante revista "Rolling Stone", e agora sozinha, com uma matéria de 5 páginas dedicadas a ela.
O último single do álbum "Let Go" é anunciado: "Losing Grip".

Um mês depois, Avril regrava o hit "Knockin' On Heavens Door" - parte do cd "War Child Hope" que conta com vários artistas famosos reunidos para ajudar as crianças vítimas da guerra.
Avril ganha o "Prêmio Diamante" em Ottawa, Canadá. Prêmio este, presenteado pelo Primeiro Ministro do Canadá para os artistas que venderam mais de 1 milhão de cópias de seus álbuns.
Ainda em Abril, Avril brilha no Juno Awards - premiação canadense equivalente ao Grammy no Canadá. Indicada para cinco categorias, a cantora faturou o maior número de prêmios do evento: "Melhor Artista Revelação", "Melhor Single - Complicated", "Melhor Álbum do Ano - Let Go" e "Melhor Álbum Pop - Let Go".
Em Maio grava o programa "MTV Icon" que fez uma homenagem a consagrada banda Metallica. Nesse programa, Avril e sua banda arrancou elogios da própria banda na performance de "Fuel", cantado pela primeira vez por uma mulher no palco.

Avril e Jesse Colburn estariam namorando, segundo os boatos que surgiram em Junho. Paparazzis conseguiram flagrar os dois em um clima, digamos, mais caliente, numa praia australiana. As fotos registram o que eles negam: um possível namoro, ou apenas um momento de curtição. Mais tarde, precisamente em Outubro, os “pombinhos” seriam flagrados novamente em Santa Monica. Voltando a Junho, Avril e a banda, visitam o Hospital Mater, que cuida de crianças com doenças graves. Avril teve 3 indicações ao “Much Music Awards”, que ocorreu no dia 22 de Junho de 2003: “Melhor Vídeo Internacional Canadense – I’m With You e Sk8er Boi”, “Melhor Artista Canadense – Sk8er Boi”. Avril levou dois, dos três prêmios que concorria: “Melhor Artista Canadense – Sk8er Boi” e “Melhor Vídeo Internacional Canadense – I’m With You”. No mesmo dia, Avril ganhou o prêmio “Ivor Novello”, por "Complicated", na categoria “Hit Internacional do Ano”, em Londres. 

Em Agosto, Avril apresentou uma parte do VMA com Kelly Osbourne, filha de Ozzy. Avril e Kelly fizeram bastantes gestos obscenos aos fotógrafos. Além de apresentar, Avril concorreu à: “Melhor Vídeo Feminino – I’m With You”, “Melhor Vídeo Pop – Sk8er Boi”, mas infelizmente não levou nenhum prêmio para casa.
Avril teve 5 indicações no Canadian Radio Music Awards, evento realizado no dia 27 de Outubro de 2003: “Canção do Ano (Top 40) – I’m With You”, “Canção do Ano (Música Moderna) - Complicated e I´m With You”, “Artista Solo do Ano (Top 40)” e “Artista do Ano (Música Moderna)”. Avril não pode comparecer à entrega por causa da turnê “Try To Shut Me Up”, mas mesmo assim, não deixou de levar os prêmios de: “Artista Solo do Ano” e “Artista do Ano”. Ganhou também o prêmio “SOCAN”, de melhor compositora.

“Try To Shut Me Up” foi a maior turnê já feita pela rockstar Avril Lavigne. Foi dos shows da mesma, que surgiu a idéia de fazer o DVD “My World”. O show que há no DVD, têm um público de aproximadamente 380.000 pessoas e foi gravado em Buffalo,NY. O DVD, que foi lançado no dia 04 de Novembro de 2003, já vendeu no Brasil mais de 320 mil unidades e no mundo já rendeu prêmios à cantora, dentre eles DVD Platinado, na Austrália. Em Dublin, na Alemanha, em um dos shows da turnê Try To Shut Me Up, Avril se emocionou e chorou diante de um público de 200.000 pessoas. O motivo foi a morte do seu avô. Sua mãe lhe avisou por telefone duas horas antes do show sobre o falecimento. Como Avril sempre foi sincera, ela não pode fazer o show enquanto não compartilhou com o público o ocorrido e o que estava sentindo. Dedicou o show a seu avô. 
No American Music Awards, realizado no dia 03 do mesmo mês, Avril teve uma pequena indicação e concorreu com ‘Celine Dion’ e ‘Jennifer Lopez’ à “Cantora Favorita”. Não obteve êxito quanto a prêmios neste evento.

O ano de 2004 começou agitado.
"Don't Tell Me", o primeiro single do novo álbum, é lançado virtualmente no dia 25 de Fevereiro.
Em março, Avril dá início a uma mini turnê de divulgação por vários shoppings norte-americanos, tocando em acústico algumas das músicas que estariam presentes no novo álbum a ser lançado em Maio, entitulado "Under My Skin".
A mídia especulou muito sobre o álbum. A própria cantora afirmou que esse segundo disco mostraria seu lado mais "dark" mais "profundo". Entre os colaboradores que Avril teve, consta Ben Moody, ex-guitarrista da banda Evanescence.


Ainda em março, Avril ganhou pelo segundo ano seguido, o prêmio de "Escolha da Audiência" no Canadian Radio Music Awards 2004.
Seguindo os mesmos passos de seu debut cd, Avril e o guitarrista Evan, fizeram uma nova seção acústica para AOL.
Durante esse tempo de divulgação do novo trabalho, Avril tatuou a tão conhecida estrela - marca registrada da cantora, em seu pulso esquerdo.
No final do mês, foi anunciada a saída do guitarrista Jesse Colburn, da banda. Craig Wood, ex baixista da banda punk GOB, entrou no lugar, assumindo a posição de guitarrista. Junto com o anúncio da saída de Jesse, finalmente o novo clipe é lançado: 'Don't Tell Me' mostra uma Avril mais madura e mais certa do que quer.

Em Maio, Avril é convidada para estrelar um dos comerciais dedicados aos Jogos Olímpicos.
Dia 25 do mesmo mês sai o tão aguardado novo álbum, "Under My Skin".
Até mesmo antes do segundo álbum chegar às prateleiras, o single "Don't Tell Me" já era um sucesso: manteve o topo da parada em várias lojas virtuais. No site da AOL, a faixa era a nona mais ouvida. Na MTV o vídeo dessa mesma música estava em quarto lugar, e em segundo na Artist Direct.
A apenas uma semana no mercado japonês, o novo cd recebe o primeiro disco de platina referente ao novo álbum.
No fim do mês, a cantora foi tirada do ar, em um programa da MTV norte americana, o TRL, após fazer um gesto obsceno para as câmeras. Se foi uma estratégia de marketing ou não, o fato é que a cena deu o que falar.

Seu álbum estreou já no primeiro lugar da parada de álbuns britânica, a Billboard, uma posição que o primeiro cd da cantora, "Let Go", levou 18 semanas para alcançar.
O site oficial da cantora divulgou o sucesso do cd em números: 3 milhões de cópias vendidas em todo o mundo, isso em uma semana.

Em Junho, Avril é flagrada aos abraços com Deryck, vocalista da banda punk rock Sum 41 e muito se especulou sobre sua vida amorosa, e ela como sempre, desviou esses assuntos em suas entrevistas. Nesse mesmo mês Avril é capa de várias revistas, inclusive brasileiras.
Na terceira semana após a estréia de UMS no Brasil, Avril Lavigne já tinha vendido mais de 50 mil cópias no país, ou seja, já era disco de ouro. No Canadá, o álbum conquistou platina dupla.

Lavigne ainda levou pra casa mais um prêmio no MuchMusic Video Awards 2004, como Melhor Artista Canadense. Dessa vez, atravessou o tapete vermelho com seus dois irmãos, Matt e Michelle. E as especulações sobre sua vida amorosa continuaram: ela foi vista e flagrada no After Party da premiação novamente com o Deryck do Sum41.
No fim do mês, o novo clipe "My Happy Ending" tem sua estréia no TRL americano.

*Biografia constantemente sendo escrita pelo site AVRILavigne.com.br. NÃO REPRODUZA SEM AUTORIZAÇÃO