MATÉRIA DA REVISTA "BLENDER"
Data: 09/2004
Traduzido por: Dudu, Lucas e Lívia

Avril Lavigne, a Punk que ‘multi-platinada’, talvez não saiba falar francês – merde!(merda! em francês), adora atiçar os paparazzi, ficar correndo, passear por aí bêbada e pelada e arrasar com os meninos.

A ‘f*d*’ canadense Avril, demorou um pouco pra aparição no “The Ellen Degeneres Show’, em LA, pra promover o seu 2º álbum, "Under My Skin". A pequena, mas forte, de 19 anos se apressa esperando sua van, indo com uma camisa preta com linhas e um par de não-abotoadas botas.

Quando chegamos na garagem do hotel, Lavigne pensa que poderia ser errado atiçar os paparazzi que estão esperando por ela. “Vai lá”, diz a empresária Shauna. Ela abaixa a janela e dá uma aumentada no volume de sua voz: “filhos da puta”, Avril grita com prazer.
Na hora certa, ela pega um chiclete de canela e coloca na boca e oferece à BLENDER um pedaço. “Eu só como canela, porque menta me dá uma dor de cabeça. E se alguém por perto está comendo algum chiclete de menta, isso também me dá dor de cabeça”.
Mas essas questões não irá te dar dor de cabeça.

BLENDER: Parlez-vous Français, Avril? (você fala francês Avril – em francês)?
Avril: Uh..no, je ne parle Français(em francês ela responde, eu não falo francês), meu pai nasceu na França, então um dia eu provavelmente saberei falar.
Eu quero aprender japonês. Isso seria útil.

BLENDER: No "Under My Skin", você canta: "eu sou pequena, mas o mundo é grande, eu não tenho medo de nada". Fala sério. Você deve ter medo de alguma coisa.
Avril: Eu tenho medo do escuro. E às vezes eu fico assustada, principalmente dormindo em mal-assombrados hotéis. Eu já senti alguns fantasmas antes. Você sente tipo uma presença, quente e forte. Eu estava hospedada em Timberline Lodge, onde "The Shining" foi filmado, e eu não sabia nada sobre o filme. Eu não tinha visto, é claro, e agora eu vi, entrei no meu quarto e senti alguma coisa mal-assombrada lá dentro. QuandO o porteiro andou com a gente lá pela meia-noite no sótão, eu com certeza senti alguma coisa, um pequeno espírito pegou meu braço e a minha cara estavm gelada, estranha.

BLENDER: Qual a idade do cara mais velho que você saiu?
Avril: 25 ou 26 anos seriam os mais velhos, não mais velho do que isso. Eu gosto, tipo, de caras que são de três a cinco anos mais velhos do que eu; são um pouco mais maduros. Eu tenho 19; já estive em situações estranhas e eu saio na frente das milhares de pessoas e faço minhas coisas. Tudo o que você vive, lhe faz amadurecer rapidamente. Eu nunca sairia com um cara mais novo do que eu, ou bem mais velho.

BLENDER: É verdade que você já fez parte de um coro/já foi uma cantora de igreja?
Avril: Minha mãe ia à igreja - obviamente eu tinha que ir porque ela me obrigava - e enchia o saco do diretor do coral da igreja para me colocar lá, sendo assim, ele aceitou. Eu estudava em uma escola cristã protegida, mas quando eu fui pra rede píblica, eu comecei a escutar música do “Blink-182” e bandas como eles.

BLENDER: Qual palavra ou frase que você costuma usar constantemente?
Avril: Nasty! (Algo como sujo, porco)

BLENDER: As pessoas pequenas tem mais o que provar?
Avril: Eu sou certa que, os seres pequenos são mais inseguros. Mas eu gosto de garotos pequenos, porque eu sou baixa. Eu não quero um grande, alto, enorme. Eu quero um cara onde meus braços descansem confortavelmente em torno dele. Confie em mim, já tive que fazer coisas na ponta do pé.

BLENDER: O que as pessoas lhe dizem na rua?
Avril: São geralmente, agradáveis. Embora houve um fato, uma vez, numa loja de discos, quando um cara ficava falando m*rd* pra mim. Eu o ignorei e deixei a loja. O idiota veio atrás de mim, e novamente começou a falar mais coisas, quando eu o agarrei e disse: “Fala isso de novo?” Então, ele falou. Eu dei uma joelhada realmente bem forte nas suas bolas. Então, ele voou. Sua namoradinha punk veio pra cima de mim falando “O que foi que você fez?” E eu no mesmo tom respondi: "O que você pensa que estava fazendo?" Os dois caíram fora. Eu não costumo fazer este tipo de coisa, mas naquele dia eu estava com uma roupa camuflada do exército e me senti no alto de um tanque, e eu agia como. "Não fale comigo sobre isso".

BLENDER: Quando foi seu primeiro show?
Avril: Oh, meu deus! Eu estava em Commodore, em Vancover, onde o Nirvana tinha tocado. Há um retrato famoso do Kurt Cobain lá. O show era gravado para alguma coisa de rádio, e eu rezava a cada palavra, e então eu joguei meu microfone de 100 dólares n chão e o quebrei. Então eu sai do palco.No fim do show eu estava sentada e disse que se alguém machucasse durante o show, eu poderia ser processada. Eu não tinha nenhuma idéia! Eu agia com o pensamento, "Fuch this, Fuck that!" (algo como, f*d*-se tudo). Chutando e gritando e atirando como um pequeno demônio.

BLENDER: Qual álbum você mais deseja ouvir: Hillary Duff, Lindsay Lohan ou Paris Hilton?
Avrill: O que? Elas estão fazendo álbuns? Eu gostaria de ouvir o da Alanis Morisette

BLENDER: Quando foi a última vez que roubou alguma coisa?
Avril: Eu geralmente só pego coisas de hotéis. Quero dizer. Eu tomo um comprimido e eles colocam na conta - é como, cem dólares.

BLENDER: Você está bem rica agora?
Avril: Eu não penso desse jeito. Eu não realmente penso em dinheiro. Eu tenho um apartamento, e já quero me mudar pois não é grande o suficiente. Eu quero uma casa porque eu quero deixar minha bateria montada e ter um estúdio no porão. E eu preciso de um closet. Eu tenho 20 milhões de pares de all-star e de botas Doc Martens.

BLENDER: O que você com todas suas gravatas e pode ficar com uma delas?
Avril: Eu usava uma diferente todo dia por um ano, ou mais, e então eu dei todas que eu não queria mais e guardei as que eu queria. Eu tenho um cofre lá, eu guardo todas elas lá. Eu ainda tenho muitas gravatas que eu usei para gravar os vídeos e ainda amarradas com o mesmo nó e eu ainda tenho minha gravata do Grammy. Eu sou bem sentimental.

BLENDER:O que exatamente tem para se fazer em Napanee, Ontário?
Avril: Foda-se todos. É apenas uma pequena cidade aonde todos conhecem todos, e é da conta de todos, e não tem anda a fazer além do que ficar bêbada.

BLENDER: Alguns meses atrás, BLENDER nomeou “We built this city” da banda Starship como a pior musica de todas. Qual você escolheria?
Avril: Eu não quero ser maldosa, mas aquela música do Clay Aiken “Invisible”. Parece uma música velha de igreja ou algo do tipo .

BLENDER: De quem “Don’t Tell me” fala sobre?
Avril: Não é para ninguém particularmente. Eu escrevi aquela música quando eu tinha 17 anos e eu fiquei inspirada e ver o que minhas amigas estavam passando na escola e como garotos sempre tem coisas escondidas. É difícil ser forte e dizer não e ter um pouco de respeito por si próprio. Eu conheço um monte de garotas que poderia se relacionar com isso e eu acho que isso poderia ser uma boa canção para elas.

BLENDER:Você trem 19 anos, você é maior de idade do Canadá?
Avril: Sim, eu sou. É estranho quando eu vou à restaurantes, digo num encontro, e eu peço um copo de vinho e eles “Posso ver seu RG?” Foda-se! Nos Estados Unidos algumas pessoas nem se importam com isso, mas outras ainda falam “Nós precisamos ver seu RG ou seremos demitidos”. Então eu sacava meu RG falso. E às vezes pessoas nos clubes, “Esta não é você” e então me deixava entrar.

BLENDER: Qual era seu apelido quando você estava na escola?
Avril: Eu não tinha um apelido na escola. Ah sim, eu tive – Abbey. Abbey Down. Acho que isso é um lugar. Era assim que meu pai me chamava, então meus amigos começaram.

BLENDER:O que você acha de outras estrelas jovens que perturbam você?
Avril: Acha que eu me importo? Não. Eu me importaria menos. Eu não sou a Hillary Duff, sabe o que eu quero dizer? Foi isso que me deixou em pé no começo. Eu era, tipo, a garota que estava falando coisas e não me colocava à frente.

BLENDER:Nos conte sua piada favorita .
Avril: Ok. Esta criança de 3 anos de idade está sozinha em casa e um vendedor vem à sua porta. Ele atende e o cara tem uma revista pornô e uma mão e um maço de cigarro e uma garrafa J.D. na outra. Então o vendedor diz. “Oi menininho, seus pais estão em casa?” A criança vai. “Que porra que você acha?”.

BLENDER:Qual o presente mais estranho que você já recebeu de um fã?
Avril: Eu estava num aeroporto na Coréia do Sul e nós fomos cercados por centenas de crianças que foram entregando presentes. Eu fui para o carro e quando abri um caixa tinha um vestido de noiva dentro. E sapatos de casamento. Havia também uma mala no meio das minhas pernas. Eu a abri e tinha um coelhinho lá. Eu fiquei tão apavorada. Eu achei que fosse um gato morto, e eu gritei e o joguei. Eu achei que era alguém tentando fazer bruxaria ou algo estranho.

BLENDER: Quem é mais louco: Michael Jackson ou Courtney Love?
Avril: Eu não sei - ambos são muito bonitos. Têm uma loucura diferente - ela é como, uma rock & roll louca, e ele como um louco estranho.

BLENDER: O que você sempre tem nos "bastidores"?
Avril: Chá, um pente de cabelo, um brilho. Não um brilho labial, mas Chapstick. Eu não gasto meu tempo livre pentiando meu cabelo. É realmente irritante.

BLENDER: O que é mais provável acontecer quando você está bêbada?
Avril: Eu tenho sido conhecida por correr nua quando estou bêbada. Uma vez eu estava bebendo whisky e eu estava tão escandalosa que alguém chamou os bombeiros.

BLENDER: Se você fosse representar o Canadá nas Olimpíadas 2004, que esporte escolheria?
Avril: Eu jogaria hockey. Eu seria um winger e um dos centrais direitos que avançam pra frente.

BLENDER: Quando você perde o controle, você fica irritada e triste ou irritada e briguenta?
Avril: Eu me torno uma pessoa irritada e briguenta. Se for um cara que me perder o juízo, eu gritarei em sua cara.

BLENDER: O que lhe tira da cama pela manhã?
Avril: Alguns telefonemas de minha assessora. Ah, comida! Se ovos brancos, bacon e alguns morangos estiverem lá, à minha espera, eu posso me levantar.

BLENDER: Quais são as fragrâncias que Avril curte?
Avril: Jägermeister, tequila e canela. E “rock pits”. Quando meus armpits são sweaty, eu os chamo de “rock pits”, porque eu rock’n’roll.

BLENDER: O que você gostaria que tivesse seu nome, além de você mesma?
Avril: Uma guitarra. Eu comecei apenas tocando com os Fenders, como Telecasters. Assim talvez uma guitarra chamada Avril, em vez de Gibson ou Fender. Ou podia apenas ser chamada “Rock Pit”.